“Quando questionamos se as cozinhas profissionais são seguras e inofensivas à saúde dos colaboradores, a resposta, aos olhos dos consumidores, é que grande parte das cozinhas profissionais parece impecável. Os seus equipamentos brilham com eficiência e alta tecnologia, mas isso não é sinónimo nem garantia de segurança. A forma como se trabalha com os equipamentos de confeção é determinante.
Cozinhar numa cozinha profissional é muito complexo, requer rigor, ordem e conhecimento. É, muitas vezes, fonte de stresse e, num contexto de grande dinâmica e azáfama, este espaço está, efetivamente, cheio de dispositivos potencialmente prejudiciais (…).” Eis um excerto  do artigo do nosso Diretor Comercial sobre a segurança de uma cozinha profissional, publicado na edição de junho da Publituris.

Leia o artigo na íntegra, na página 42, em https://www.flipsnack.com/rcamacho/hotelaria-161/full-view.html